Alemães descendentes da Romênia relatam vivências de intercâmbio no Extremo Oeste Catarinense

A visita na sede do Consulado da Romênia em Iporã do Oeste nesta segunda-feira encerrou o roteiro de visitas de integrantes da Associação dos Bessarabianos de Stuttgart, Alemanha.

Os alemãs com descendência romena visitaram cidades do Rio Grande do Sul e Santa Catarina, como Mondaí, Itapiranga, São João do Oeste e Iporã do Oeste.

Os encontros tiveram a participação de descendentes e autoridades, a exemplo do prefeito de Iporã do Oeste Lucio Mallmann e do vice-prefeito, também descendente, Alexandre Ruscheinsky.

Conforme o Cônsul Geral Honorário da Romênia, Edson Roberto Dreher, a comunidade romena na região Extremo Oeste Catarinense e no país como um todo se formou a partir de várias famílias que vieram da Romênia para o Brasil. Já no caso dos alemães, os descendentes permaneceram na Romênia e depois do acordo retornaram para a Alemanha.

O objetivo da vinda dos alemães para o Brasil foi percorrer e conhecer os locais por onde muitos descendentes romenos passaram e formaram família.

O presidente de Honra da Associação dos Romenos Bessarabianos do Extremo Oeste Catarinense, Nicodemos Müller, nasceu em Krasna, Bessarábia, região da Romênia, e veio para o Brasil com seis meses de idade. Ele explica que na chegada ao país desembarcou em São Paulo, onde a família trabalhou nos cafezais. Como o fazendeiro só se interessava pelo trabalho e não pela religião e a escola, as famílias acabaram não permanecendo no local. Em função de já ter familiares em Porto Feliz, hoje Mondaí, a família Müller acabou vindo morar na região. Nicodemos conta que, como Mondaí estava sendo colonizada por evangélicos, a família se mudou para Porto Novo, hoje Itapiranga, onde a colonização era feita por jesuítas. Hoje Nicodemos mora com sua esposa Rufina Kunz Müller em Cristo Rei, São João do Oeste.

Os alemães descendentes romenos concederam entrevista à Rádio Oeste logo após o encontro no consulado. As falas em alemão tiveram a tradução de Nicodemos Müller.

Erika Wiener, vice-presidente da Associação dos Alemães Bessarabianos, afirma que ficou surpresa com o grande número de descendentes na região e com a semelhança de muitos hábitos entre os dois povos.

Outra descendente alemã, Christa Hilpert, conta que pretende escrever um livro sobre a história dos descendentes que saíram da Romênia e fazer a distribuição gratuita aos interessados.

Para Gerhard Treichel, a visita foi uma surpresa e espera que as amizades que fez na região permaneçam e tragam bons frutos.

O descendente Viktor Fritz relata de forma emocionada as experiências que teve na região. Para o grupo de alemães, diferente do que ouviram falar, o país brasileiro tem sim muitas coisas boas das quais pode se orgulhar e eles levam daqui uma boa imagem do Brasil.

Por: Joana Reichert Iporã do Oeste – SC

Fonte: https://www.peperi.com.br/noticias/30-10-2019-alemaes-descendentes-da-romenia-relatam-vivencias-de-intercambio-no-extremo-oeste-catarinense/?fbclid=IwAR0EUVlRgKnjZ4LYSNzd_ayoZUfhF95QYlr3I9Gpl3glTygUbTSXC7LHjRs

2 comentários em “Alemães descendentes da Romênia relatam vivências de intercâmbio no Extremo Oeste Catarinense

  1. Viktor Fritz, Alemanha Responder

    Wir haben auf unserer Rundreise durch Rio Grande do Sul und Santa Catarina in jeder Ortschaft schöne und herzliche Begegnungen erlebt. Als Krönung der Reise waren für uns die Begegnungen mit Menschen mit Bessarabiens-Wurzeln, unseren Landsleuten. Der Bericht vom Ehrenpräsident des Bessarabiens-Vereins im äußersten Westen von Santa Catarina Herrn Nicodemos Müller war äußerst interessant und rührend. Auch den Bericht vom Herrn Karl Treichel, der aus Paraguay gezielt zur Begegnung nach Mondai kam, haben wir sehr rührend aufgenommen. Es war ein sehr gut gelungener kultureller Austausch und eine intellektuelle Bereicherung für beide Seiten und Kontinenten.
    Wir freuen uns sehr euch kennengelernt zu haben!
    Vielen herzlichen Dank an alle unsere neuen Freunde für so einen herzlichen Empfang!!!

  2. Tham Körner Responder

    ein sehr herzlicher Empfang bei den bessarabisch-rumänisch-deutschen Einwanderern in Südbrasilien, danke
    Tham Körner + Hilde Leder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *